Quarta-feira, 8 de Março de 2006

José Mourinho: Estratégia para passar o Liverpool

PREVISÃO PARA O JOGO DE HOJE

Em Anfield Road, os dados serão outros. A pressão vai ser muito alta, o jogo directo não cessará, os passes de Carragher para Crouch e as segundas bolas serão consecutivos, o ritmo altíssimo... Difícil, muito difícil, pois em Liverpool há treinador e jogadores de grande qualidade, e enorme motivação, para além de um público que nunca deixa de acreditar e que apoia incessantemente a sua equipa.
Todavia, há um dado novo: o Benfica entra a ganhar e as nossas características culturas, aliadas às características de jogo, podem permitir a redução dos ritmos e o controlo emocional da partida. Vai ser seguramente um grande jogo, um jogo até ao último segundo, um jogo ao qual, por direito próprio, o Benfica chega em condições de sonhar com os quartos,
Comentou Mourinho.


JOGO DA PRIMEIRA MÃO.

A análise de José Mourinho ao jogo da primeira-mão e as expectativas para a segunda mão dos oitavos de final, em relação à eliminatória que coloca frente-a-frente Benfica e Liverpool: Na Champions nunca se sabe, no final da primeira-mão, se o resultado é bom ou mau, pois o segundo jogo pode transformar o aparentemente bom em mau, e vice-versa. No entanto, o 1-0 que deixou o Benfica na frente abre-lhe boas perspectivas para o sucesso.
Numa análise sumária ao jogo, não me surpreendeu a formar organizada e compacta como o Benfica se apresentou; a surpresa residiu nas escolhas inglesas. Peter Crouch, um gigante que mesmo a Luisão iria trazer problemas, não jogou, o mesmo acontecendo com Cissé o mais rápido de todos e, por isso, o mais perigoso em situações de transição em profundidade. Jogaram Morientes e Fowler, bons jogadores, claro, mas creio que mais parecidos com os adversários tradicionais das equipas portuguesas, mais adaptáveis, sem rupturas com as nossas rotinas. E a defesa do Benfica sentiu-se sempre confortável.
Por outro lado, o facto de Steven Gerrard ter jogado só 15 minutos também reduziu muito o potencial defensivo, nas decisões de pressão alta, e ofensivo, na qualidade e velocidade de passe, movimentos de ruptura e remate de longa distância,para não falar das características de liderança que possui. No entanto, deverão ter sido razões por nós desconhecidas, ao nível físico, que poderão ter condicionado as opções da equipa inglesa.

Fonte: Record 10 nº 95 de 25 de Fevereiro de 2006
publicado por Admin às 16:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Jose Mourinho Blog - Muda...

. José Mourinho perde peso

. Jose Mourinho oferece 40 ...

. Jose Mourinho já prepara ...

. José Mourinho receptivo a...

. José Mourinho não conta c...

. Hilário é o eleito de Jos...

. José Mourinho admite que ...

. Defesa-central português ...

. Jose Mourinho autoriza sa...

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds